Rover Chinês pousará em Marte: Sonda Tianwen-1

Rover Chinês pousará em Marte: Sonda Tianwen-1

14 de maio de 2021 Off By Vivi
Compartilhe:

Depois de algum tempo orbitando marte a espaçonave chinesa Tianwen-1 finalmente está pronta para pousar no planeta vermelho.

Logo logo o Perseverance da Nasa vai ganhar uma companhia, o robô chinês Zhurong. A sonda Tianwen-1 vai fazer a primeira tentativa de pouso em Marte nesta sexta-feira.

👉PARABÉNS! VOCÊ GANHOU R$30,00! BAIXE AGORA O APLICATIVO E RESGATE SUA RECOMPENSA👈

Para posicionar o Rover chinês Zhurong no solo Marciano se bem-sucedida a China vai ser o terceiro país a chegar no planeta vermelho depois dos Estados Unidos e da Rússia.

A administração Nacional espacial da China tem mantido segredo sobre o horário em que a tentativa de pouso será realizada mas alguns relatos especulam que ela deve acontecer pouco depois das 8 horas da noite no horário de Brasília.

A missão Tianwen-1 foi lançado em julho de dois mil e vinte e está na órbita de Marte desde fevereiro deste ano confira mais detalhes no site Olhar Digital .

Você sabia que a poluição atmosférica põe as futuras missões espaciais em perigo?

Pois é os poluentes aumentam o risco de colisões de espaçonaves com o lixo que circunda o planeta entendo agora o que pode acontecer.

O aumento do dióxido de carbono na atmosfera terrestre pioram um problema já existentes, o lixo espacial. O aumento nas emissões reduza a densidade da alta atmosfera e faz com que os destroços permaneçam em órbita.

Então o que acontece naturalmente é que a atmosfera da terra oferece uma resistência e puxa os destroços em órbita para baixo e eles acabam se incinerando na queda.

Portanto objetos abaixo de 480 km de altitude cai naturalmente na baixa atmosfera mais espessa em menos de dez anos. Segundo pesquisadores e sua equipe, a atmosfera até 400 km perdeu 21% de densidade por causa do aumento dos níveis de dióxido de carbono.

Veja Também: Melhores investimentos para 2021

Perca de densidade da atmosfera – Marte

Esse percentual pode chegar a 80% até o ano 2100 se seus níveis forem duplicados. Então se o problema persistir futuras gerações vão ter grandes problemas pois o acesso ao espaço vai ser cada vez mais difícil ou até impossível.

De acordo com o jornal The New York Times mais de 2.500 objetos com mais de 10 centímetros orbitam a terra a uma altitude inferior a 400 km. No pior dos cenários a quantidade de lixo espacial em órbita pode aumentar 50 vezes até o ano dois mil e cem. Mas até na melhor das hipóteses com níveis de dióxido de carbono estabilizadas, ou até mesmo, revertidos a quantidade de lixo espacial deve dobrar.

O perigo já é grande astronautas às vezes disseram que conseguem ouvir impactos de pequenos objetos na estrutura da estação espacial internacional. O risco é ainda maior em missões externas quando eles usam trajes espaciais e ficam mais expostos.

Pelo jeito vai faltar espaço para a passagem dos foguetes se não se encontraram uma forma eficaz de tirar uma boa parte do lixo que orbitam o planeta terra. (Fonte: Olhar Digital)

Pack de Textura aqui

👉PARABÉNS! VOCÊ GANHOU R$30,00! BAIXE AGORA O APLICATIVO E RESGATE SUA RECOMPENSA👈


Compartilhe: